Natura compra marca australiana por US$ 71,6 milhões

Brasileira adquire 65% da Emeis Holdings, dona da Aesop, fabricante de cosméticos de luxo que tem 61 lojas

VANESSA STECANELLA , LÍLIAN CUNHA, O Estado de S.Paulo

21 de dezembro de 2012 | 02h15

Com lojas-conceito com design moderno e minimalista, a marca australiana de cosméticos Aesop agora está sob o comando da Natura. A empresa brasileira de venda de cosméticos por catálogo divulgou ontem que acertou a compra de 65% do controle da australiana Emeis Holdings, dona da marca Aesop, pelo equivalente a US$ 71,6 milhões, a serem pagos com recursos próprios.

Com a aquisição, a Natura, que sempre vendeu pelo sistema porta a porta, agora passa ter presença física relevante no varejo, por meio das 61 lojas da Aesop em cidades da Austrália, Ásia, Europa e América do Norte - além dos balcões de algumas das mais sofisticadas lojas de departamento do mundo, onde a marca também é vendida.

O sistema de vendas da australiana, segundo Alessandro Carlucci, diretor executivo da Natura, está apoiado "em lojas-conceito e experiência de varejo especializadas e únicas". "Esperamos alavancar essas competências à medida que avaliamos a expansão para outros mercados e buscamos construir uma marca verdadeiramente global", disse Carlucci, em comunicado.

A Natura e a Aesop irão operar como empresas e marcas independentes. Segundo o diretor, a Natura permanece "completamente comprometida a com o canal de venda direta na América Latina".

Plantas. Assim como a Natura, a principal característica da Aesop é o uso de ingredientes botânicos em suas fórmulas de cosméticos para cabelo, rosto e corpo. A marca foi fundada em 1987, em Melbourne, onde continuará sediada. Seu atual diretor executivo, Michael O'Keeffe, permanecerá no comando. O fundador, Dennis Paphitis, ficará na empresa como consultor.

A Natura não disse se vai comercializar os produtos da marca no Brasil. Os preços dos produtos da australiana, em seu site, variam de 23 a 350 dólares australianos, ou de R$ 50 a R$ 765.

Com a aquisição, segundo analistas de mercado, a empresa brasileira vai aproveitar para conhecer o modelo de loja-conceito explorado pela fabricante australiana. Também terá mais experiência com produtos de beleza premium e deve traçar seus passos rumo à internacionalização além da América Latina, onde já está presente.

A Aesop deve faturar cerca de 60 milhões de dólares australianos no ano fiscal de 2013, segundo fontes. A Natura teve receita líquida de R$ 1,586 bilhão no terceiro trimestre, 14,8% mais em comparação com igual intervalo de 2011. No ano, o faturamento líquido deve ser de R$ 4,47 bilhões, expansão de 14% sobre 2011. Seu valor de mercado é de cerca de US$ 11 bilhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.