Natura e BB estão entre empresas mais éticas do mundo

A Natura e o Banco do Brasil são as únicas brasileiras na lista das mais éticas do mundo, divulgado pelo Instituto Ethisphere. Além delas, duas outras companhias da América Latina aparecem na lista: a Autoridade do Canal do Panamá e a Cementos Progreso, da Guatemala. Dentre as 144 premiadas, a maioria é de norte-americanas, como a Ford Motors Company e o Google.

CELSO FILHO, Agencia Estado

21 de março de 2014 | 18h37

O Instituto Ethisphere avalia se as empresas seguem padrões éticos na gestão de funcionários, clientes, fornecedores, órgãos reguladores e investidores.

A avaliação considera pesos diferentes para avaliar aspectos como ética e programa de conformidade, reputação, liderança e inovação, governança, cidadania e responsabilidade corporativa e cultura de ética.

"Os homenageados deste ano entendem que programas de conformidade, investimento na cultura corporativa e ética empresarial sólida representam um papel importantes para atrair e reter talentos, expandir os negócios de maneira global e estimular o desempenho financeiro", explica o diretor geral do instituto, Tim Erblich.

A lista é separada por setores econômicos. A Natura está na categoria Produtos de Consumo, ao lado de empresas como a Colgate-Palmolive e a Mattel.

Esta não é a primeira vez que a companhia cosmética é lembrada pela Ethisphere. O grupo também foi condecorado com o título de empresa ética em 2013, 2012, 2011 e 2007 e era, até este ano, a única brasileira a ilustrar a lista. Este é o primeiro ano que o Banco do Brasil é lembrado. (Com agências internacionais)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.