R$ 1,57 bi

E-Investidor: Tesouro Direto atrai mais jovens e bate recorde de captação

Natura estréia com alta de mais de 10% no mercado de ações

A Natura, uma das maiores companhias de cosméticos de capital brasileiro, aderiu hoje ao Novo Mercado ? segmento da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) destinado à negociação, em sistema separado, das ações de empresas que atendam a um conjunto de exigências com relação a normas de boa governança corporativa, transparência na divulgação de informações e relacionamento com os acionistas minoritários. Com isso, as ações de emissão da Natura passarão a integrar o Índice de Ações com Governança Corporativa Diferenciada (IGC). A Natura é a terceira empresa a integrar o Novo Mercado.Em seu primeiro dia de negociação, as ações da Natura operam em alta expressiva, de mais de 10%, e estão puxando o volume financeiro da Bovespa, que projeta para o fechamento R$ 1 bilhão, cifra superior à média de negócios dos últimos dias, que tem oscilado entre R$ 700 milhões a R$ 800 milhões.Às 12h14, as ações ordinárias (ON, com direito a voto) da Natura disparava 10,41%, cotada a R$ 40,26, após 624 negócios. É o maior movimento financeiro do pregão: R$ 88,3 milhões, duas vezes mais que o giro das preferencias (PN, sem direito a voto) da Telemar, que costuma dominar o ranking de volume de negócios. Nesse mesmo horário, o Ibovespa ? índice que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa ? subia 0,52%. Desempenho da empresaO lucro líquido da Natura Cosméticos aumentou 786,4% no primeiro trimestre deste ano frente a igual período de 2003, totalizando R$ 44,658 milhões. A receita líquida evoluiu 37,2% no intervalo, para R$ 329,170 milhões, e o lucro bruto fechou em R$ 220,795 milhões, apontando crescimento de 46%).Segundo a Economática, empresa de análise de dados do sistema financeiro e de empresas, a Rentabilidade em relação ao Patrimônio (ROE) da Natura em 2003, entre as empresas de capital aberto com patrimônio superior a R$ 100 milhões, é a quinta maior, perdendo unicamente para Ipiranga Refinaria, Aços Villares, Klabin e Lojas Americanas.Novo mercadoO objetivo do Novo Mercado é atrair maior número de investidores, nacionais e internacionais, e aumentar os negócios na Bolsa. Por isso a preocupação com os direitos do acionista minoritário. Embora tenha sido lançado oficialmente em dezembro de 2000, o Novo Mercado só teve seu funcionamento anunciado pela Bolsa a partir de junho de 2001. A adesão das empresas ao Novo Mercado é voluntária e demora um certo tempo, pois elas precisam se adaptar às normas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.