coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Nave de ‘Star Wars’ é a maior escultura de Lego do mundo

Réplica de modelo pilotado por Luke Skywalker tem 13 metros de largura e mais de 20 toneladas

Economia & Negócios,

24 de maio de 2013 | 17h40

SÃO PAULO - Tudo que envolve a franquia Star Wars é muito grande. E a maior escultura de Lego feita na história agora também tem a marca do universo criado por George Lucas.

Uma réplica de 13 metros de largura e mais de 20 toneladas da nave X-Wing, pilotada por Luke Skywalker, foi exposta na Times Square, em Nova York.

Foram necessárias 32 pessoas e mais de 17 mil horas para finalizar o projeto.

Embora os fãs mais fervorosos possam discordar, os filmes parecem ser secundários ao analisarmos Star Wars do ponto de vista mercadológico. Do faturamento de US$ 33 bilhões da franquia até o ano passado, calculados pela revista Wired, apenas 14% vieram da bilheteria dos cinemas.

Não haveria nada disso não fossem os filmes de George Lucas, é verdade. Mas os brinquedos inspirados em seus personagens são, de longe, o produto mais rentável da marca. Respondem por mais de 45% do total faturado.  

Desde 1977, ano lançamento do primeiro dos seis longas (Episódio VI: Uma nova esperança), US$ 15 bilhões vieram de bonecos, naves, máscaras, fantasias e sabres de luz para as crianças - e não só para elas. Isso, sem contar os ganhos com videogames, da ordem de US$ 4,7 bilhões.

Apenas DVDs, livros e outras coisas inspiradas em Star Wars renderam pelo menos US$ 8,8 bilhões para as empresas de George Lucas. É mais do que o dobro do preço pelo qual vendeu sua produtora Lucasfilme para a Disney em outubro de 2012: US$ 4,05 bilhões.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.