NEC e Fuji criam empresa para produzir baterias

As gigantes japonesas NEC Corp. e Fuji Heavy Industries Ltd. anunciaram a formação de uma parceria para o desenvolvimento de baterias de lítio a serem utilizadas em automóveis. A NEC vai ficar com 51% das ações da empresa, que será capitalizada com 490 milhões de ienes (US$ 3,84 milhões). A nova companhia deve ser formalmente estabelecida no final deste mês.A NEC e a Fuji esperam que a nova companhia consiga determinar, em até três anos, como produzir em massa as baterias de lítio recarregáveis que pretendem desenvolver. Estima-se que as novas baterias terão mais do que o dobro de capacidade de produção de energia elétrica do que as baterias de metal hidratadas, mas deverão pesar menos.A medida reflete o aumento da demanda por automóveis mais adaptados ao meio ambiente.As montadoras japonesas Toyota Motor Corp. e a Honda Motor Co. já vendem veículos elétricos híbridos com baterias de níquel.A Fuji Heavy desenvolveu diversos modelos híbridos, mas nenhum deles foi lançado no mercado ainda, já que montadora pretende se associar a empresas líderes neste segmento. O diretor da Fuji Heavy, Hideshige Gomi, disse que a sua empresa não tem a intenção de desenvolver baterias automotivas independentemente da General Motors Corp (GM), que detém 21% de participação na Fuji Heavy.Ele disse que a tecnologia da GM no desenvolvimento das baterias automotivas está num estágio mais avançado do que o já alcançado por sua companhia. A montadora japonesa espera trabalhar com a GM nessa área depois de obter mais conhecimentos a partir da parceria recém-formada com a NEC.O vice-presidente da NEC, Kaoru Tosaka, disse que a empresa decidiu aliar-se à Fuji Heavy porque a montadora concordou com o fato de que a parceria deveria fornecer baterias não apenas para a Fuji, mas também para outras montadoras, inclusive do exterior.

Agencia Estado,

14 de maio de 2002 | 19h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.