Neeleman confirma interesse na aviação doméstica

O empresário David Neeleman, fundador da companhia aérea americana JetBlue, esteve ontem à tarde na sede da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), em Brasília, para manifestar formalmente ?seu interesse em atuar no mercado de aviação civil no Brasil?. Neeleman foi recebido pela diretora- presidente da Anac, Solange Vieira, e pelo diretor Alexandre Gomes de Barros.Neeleman pretende lançar uma companhia aérea no Brasil ainda este ano. O empresário já levantou cerca de US$ 200 milhões - sendo uma parte de recursos próprios e a outra de investidores estrangeiros e nacionais - para a nova empresa. A companhia será totalmente independente da JetBlue e será a primeira a voar com os jatos E-190 da Embraer no Brasil. Há duas semanas, o empresário esteve no Brasil negociando com a Embraer a compra de 74 aviões (entre pedidos firmes e opções). Diante da possibilidade de ver finalmente seus aviões voarem em céus brasileiros, a Embraer tem dado todo o suporte ao empresário na nova empreitada. No governo, a expectativa é de que Neeleman se transforme rapidamente em uma terceira força no mercado nacional, capaz de enfrentar o alto poder atualmente concentrado nas mãos da TAM e da Gol/Varig. Publicamente, TAM e Gol dizem não temer a concorrência. Nos bastidores, porém, as duas estão atentas aos passos de Neeleman e estão dispostas até a recorrer à Justiça caso percebam algum sinal de favorecimento por parte do governo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE, Agencia Estado

28 de fevereiro de 2008 | 09h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.