Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Negociação de Doha deve ser retomada após posse de Obama

Segundo o diretor-geral da OMC, é difícil dizer quanto tempo as discussões sobre um acordo podem durar

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

08 de janeiro de 2009 | 17h14

As negociações para um acordo de livre-comércio mundial da Rodada Doha serão retomadas apenas depois que a administração Barack Obama assumir o governo dos EUA, afirmou o diretor-geral da Organização Mundial de Comércio (OMC), Pascal Lamy.  Veja também:De olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise  "Eu não espero nenhuma decisão política até que a nova administração assuma o gabinete", disse Lamy durante um evento em Paris, acrescentando que é difícil neste momento dizer qual será a duração das negociações.  O diretor-geral da OMC afirmou também que o comércio internacional foi atingido pela crise na oferta de crédito e acompanhará o desaquecimento da economia mundial.  Lamy disse que o impacto da crise sobre o comércio dependerá de os países integrantes da OMC adotarem ou não uma postura protecionista e que as regras da organização impedem uma adoção brusca destes tipos de prática.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise FinanceiraOMCRodada Doha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.