Leah Millis / Reuters
Leah Millis / Reuters

Negociações comerciais com a China são 'muito complexas', diz Trump

Em reunião na Casa Branca, presidente americano também afirmou que não é possível prever o resultado das conversas com o país asiático

Gabriel Bueno da Costa, O Estado de S.Paulo

23 Agosto 2018 | 13h53

No dia em que o mercado de capitais observa com atenção mais um capítulo da crise comercial entre os Estados Unidos e a China, o presidente americano, Donald Trump, aproveitou uma reunião na Casa Branca para admitir que as negociações entre os países são "muito complexas", e afirmar que não é possível prever o que poderá acontecer nelas.

No encontro, o presidente americano argumentou que as tarifas americanas sobre o setor de tecnologia ajudam a economia dos EUA, já que aumentam a arrecadação. O presidente se comprometeu a proteger o setor de tecnologia nos EUA.

Além disso, Trump exaltou o quadro atual da economia americana, durante a reunião que tinha como pauta a modernização das leis para investimento estrangeiro no país. Segundo Trump, já foram aprovados avanços nessa legislação.

Donald Trump comentou que, na opinião dele, ainda não foi dada atenção suficiente para a China na questão dos investimentos estrangeiros e da transferência de tecnologia.

O líder americano fez as declarações em um dia em que autoridades dos EUA e da China negociam suas diferenças comerciais em Washington.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.