Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Negociações do Banco do Sul estão avançando, diz Venezuela

Banco deve entrar em operação com injeção de capital de US$ 6 bilhões pela Argentina, Brasil e Venezuela

AE-Dow Jones,

24 de março de 2009 | 17h40

O Banco do Sul deve entrar em operação com uma injeção de capital de US$ 6 bilhões divididos em partes iguais entre a Argentina, o Brasil e a Venezuela, informou o governo da Venezuela em nota distribuída para a imprensa. O Banco do Sul, banco multilateral regional para prover apoio financeiro aos países como alternativa ao Fundo Monetário Internacional, foi oficialmente lançado no final de 2007, mas ainda não teve suas operações iniciadas. Segundo a nota, além dos três países, devem participar do banco a Bolívia, Equador, Uruguai e Paraguai, alocando US$ 4 bilhões, divididos em depósitos de US$ 100 milhões.

 

Veja também:

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise  

 

O ministro das Finanças da Venezuela, Ali Rodriguez, disse que os ministros das finanças dos países membros reuniram-se segunda-feira em Caracas, "quando várias questões pendentes foram resolvidas". Um novo encontro para solucionar questões técnicas está marcado para maio, em Buenos Aires. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Banco do SulVenezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.