Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Negociações entre GM e Renault-Nissan terminam

General Motors, Renault e Nissan divulgaram nesta quarta-feira o fim das negociações sobre a formação de uma possível aliança global. Segundo comunicado conjunto, as montadoras não conseguiram chegar a um acordo sobre os benefícios que a aliança traria ou como esses benefícios seriam distribuídos.A GM havia proposto que a Renault-Nissan, que já são unidas por uma aliança, fornecesse um compensação como parte de uma possível união, de acordo com as empresas. Mas a Renault e a Nissan acreditam que uma compensação seria "contrária ao espírito de qualquer aliança bem-sucedida", segundo o comunicado.As companhias vinham trabalhando sob um prazo imposto por si mesmas, e tinham até 15 de outubro para avaliar a proposta da aliança e, uma semana depois, o presidente da GM Rick Wagoner e o CEO da Renault-Nissan se encontrariam em Paris.

Agencia Estado,

04 de outubro de 2006 | 15h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.