Negócios ainda podem refletir crise política

O mercado financeiro continua atento aos fatos externos, mas a principal notícia do dia durante a manhã aconteceu no Brasil. A briga política entre o presidente Fernando Henrique e o senador Antônio Carlos Magalhães continua e provocou a demissão dos ministros do PFL, Waldeck Ornélas, da Previdência, e Rodolpho Tourinho, de Minas e Energia. Isso não deixa dúvidas de que a base de sustentação do governo será outra daqui para a frente e que ainda não está totalmente desenhada. O mercado ainda avalia as mudanças.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em queda 0,03%. O dólar comercial está cotado a R$ 2,0460 na ponta de venda - alta de 0,10% em relação aos últimos negócios de ontem. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 16,300% ao ano, frente a 16,350% ao ano ontem. Em Nova York, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - opera em queda de 1,69%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - registra queda de 2,97%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.