Divulgação
Divulgação

Nelson Marconi, professor e coordenador executivo do Fórum de Economia da FGV

DILMA

O Estado de S. Paulo

16 de abril de 2016 | 23h59

‘Lula terá peso muito grande’

“Vejo um cenário em que o governo vai tentar fazer uma coisa muito parecida com o que ocorreu no primeiro mandato do ex-presidente Lula. A equipe econômica vai tentar acalmar o mercado financeiro, fazer uma política monetária um pouco mais apertada, embora não signifique que vai aumentar os juros, e tentar flexibilizar no crédito. O Lula vai ter um peso muito grande na formulação da política. Se ele comandar uma guinada, por mais que ele faça esse discurso, o País possivelmente vai ter um desequilíbrio macroeconômico muito maior. E o Lula está visualizando a eleição lá na frente.”

TEMER

‘No início, alguma melhora’

“No começo, o governo Michel Temer vai propiciar uma melhoria do estado de espírito da economia. E aí alguns setores que estão travando investimento podem voltar a soltar recursos. Algumas reformas devem ser encaminhadas, como previdenciária, política e, talvez, uma administrativa. O meu medo é que eles voltem a usar o câmbio para controlar a inflação. Seria muito ruim num momento em que o País recupera as exportações de manufaturados. Dependendo de quem for para o Banco Central e o Ministério da Fazenda, o governo pode acabar mexendo no câmbio para derrubar a inflação mais rápido.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.