finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Nestlé anunciará uma aquisição até o Natal, diz Zurita

Alvo é empresa de alimentos; segundo presidente da companhia, crise financeira acelerou negociações

Natalia Gómez, da Agência Estado,

11 de novembro de 2008 | 15h38

O presidente da Nestlé no Brasil, Ivan Zurita, afirmou nesta terça-feira, 11, que a companhia anunciará a aquisição de uma empresa até o Natal. Ele não quis dar detalhes sobre a operação e limitou-se a dizer que o alvo é uma empresa de alimentos. Segundo o executivo, a Nestlé está negociando a compra de outras empresas além desta, e a crise financeira acelerou as conversas. "Anúncios de aquisições estão a caminho, porque existe massa crítica para consumo no País", disse Zurita, que participou nesta terça de um seminário promovido pelo Grupo de Líderes Empresariais (Lide) para discutir atitudes positivas para enfrentar a crise global. Veja também:De olho nos sintomas da crise econômica  Lições de 29Como o mundo reage à crise  Dicionário da crise Entenda a disparada do dólar e seus efeitos O empresário defendeu que o caixa é a maior preocupação das empresas neste momento. Otimista, ele ressaltou que o Brasil está em boas condições para enfrentar a crise internacional e que o mercado interno ainda está forte. Segundo ele, a Nestlé está investindo pesado em inovação para atender a demanda do consumidor com produtos acessíveis. "Até o momento, o consumo de alimentos não caiu no País em nenhuma classe social, de A a E, mas a seletividade está maior", afirmou. A meta da companhia é apresentar um crescimento real de 3% ao ano no Brasil, o que demanda, em média, a construção de uma nova fábrica por ano. "A Nestlé não veio para o Brasil só para o Carnaval, ela veio para sempre", disse. Zurita espera que a redução da demanda por bens duráveis devido à retração do crédito beneficie todo o setor de alimentos nos próximos meses.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise FinanceiraCrise nos EUANestlé

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.