coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Nestlé nega uso de transgêncios em seus produtos

Em resposta ao "Guia do Consumidor - Lista de Produtos com ou sem Transgênicos", divulgado na última quarta-feira pela ONG Greenpeace, a Nestlé Brasil divulgou nota negando que utilize matéria-prima transgência na fabricação de seus produtos. O texto diz que a empresa de origem suíça não faz uso de matéria-prima modificada e que "somente utiliza as de procedência nacional na fabricação de seus produtos, sendo que, no Brasil, não é permitido o plantio de transgênicos". A companhia reiterou, ainda, seu compromisso de cumprir qualquer determinação legal sobre a produção ou comercialização de produtos. De acordo com a nota, "a referida ONG não se utilizou, para a elaboração deste Guia, de laudos técnicos e análises laboratoriais. Segundo a nota, o Greenpeace informa que o Guia foi produzido a partir, única e exclusivamente, da declaração dos fabricantes. "A Nestlé Brasil já esclareceu ao Greenpeace, em várias oportunidades, por escrito, que não utiliza ingredientes geneticamente modificados em seus produtos". "O Greenpeace divulgou, em outras ocasiões, algumas análises de produtos alimentícios presentes no mercado. A Nestlé contestou todos os resultados apresentados pela ONG, por meio de laudos analíticos realizados pelo conceituado laboratório da Universidade Federal de Viçosa (MG), que atestaram a ausência de Organismos Geneticamente Modificados em seus produtos", diz a Nestlé e seu documento. Todos esses laudos foram imediatamente disponibilizados ao Greenpeace, que tem sistematicamente ignorado a posição da Empresa em relação a este tema".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.