Shailesh Andrade/Reuters
Shailesh Andrade/Reuters

Nestlé retoma produção de macarrão instantâneo na Índia

Em junho, o governo indiano alegou que o macarrão 2-Minute Noodles continha altos níveis de chumbo e proibiu a sua venda

O Estado de S. Paulo

27 de outubro de 2015 | 12h21

A Nestlé anunciou nesta terça-feira que retomou a produção de macarrão instantâneo da marca Maggi na Índia, após a realização de novos testes, que apontaram que o produto é seguro para consumo. Assim, a companhia deve voltar a vender macarrão instantâneo no país, meses após um escândalo de segurança alimentar levar ao recall.

A Nestlé informou a reabertura de três fábricas na Índia, mas alertou que "novas amostras desses lotes recém-produzidos serão enviadas para testes. Iniciaremos as vendas apenas após a aprovação". Representantes da empresa afirmaram que os procedimentos de testes podem demorar semanas e dessa forma, o macarrão instantâneo não deve voltar às gôndolas do país antes do fim de novembro.

Em junho, o governo da Índia proibiu a venda do macarrão instantâneo 2-Minute Noodles, alegando que o produto continha altos níveis de chumbo. A Nestlé afirmava que testes próprios não haviam detectado a presença de metais tóxicos e uma decisão judicial determinou que as autoridades indianas realizassem novos testes. Fonte: Dow Jones Newswires.

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    Nestlemacarrão instantâneoÍndia

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.