Nestlé transfere produção para Marília e dispensa 562

A Nestlé Brasil anunciou a transferência de toda sua produção de biscoitos da fábrica do Pari, na capital paulista, para a unidade de Marília, no interior do Estado de São Paulo. O objetivo, de acordo com a empresa, é obter uma melhor eficiência de seu parque fabril. Com isso, 562 funcionários foram dispensados na manhã deste segunda-feira, ao chegarem ao trabalho. O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação de São Paulo informou que o número total de demitidos pode chegar a 571. A fábrica já deixou de operar.As negociações para eventual transferência dos trabalhadores começarão agora. Aos que concordarem, a empresa oferece suporte para a mudança. Os demais serão dispensados e terão manutenção do convênio médico e da cesta básica por três meses e remunerações por idade e tempo de casa.Este pacote, contudo, foi considerado insuficiente pelo sindicato, que organizará uma assembléia na próxima terça-feira na porta da fábrica. "Vamos lutar primeiramente pela manutenção do emprego e depois negociar um pacote melhor aos que não quiserem se transferir", afirmou Carlos Vicente de Oliveira, presidente do sindicato.A Nestlé informou que desde 2000 realiza estudos técnicos para melhorar a utilização de seus ativos. Como resultado, transferiu em 2002 e 2005 algumas linhas para Marília e depois concluiu que havia necessidade de transferir a operação integralmente para a cidade, para garantir competitividade no mercado de biscoitos. Pesaram na decisão também a impossibilidade de ampliações da fábrica do Pari e questões logísticas, como a distância dos centros de distribuição, a infra-estrutura urbana, o movimento diário de caminhões no entorno da fábrica. Este texto foi atualizado às 15h27.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.