Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

News Corp. e Yahoo! discutem associação do MySpace

A News Corp. e o portal de internet Yahoo! estão discutindo uma possível combinação do MySpace (comunidade virtual de relacionamento) com outros domínios online que ambas as empresas possuem em conjunto, disseram pessoas familiarizadas com o assunto ao The Wall Street Journal. As discussões têm por objetivo ajudar o Yahoo! a escapar da oferta de compra não solicitada feita pela Microsoft, de US$ 44,6 bilhões. Sob o acordo em discussão, a News Corp. teria uma participação no Yahoo! que poderia chegar a mais de 20%.O acordo, que também incluiria uma contribuição em dinheiro da News Corp. e de um fundo de "private equity" (que compra participações em empresas), é uma variação do que foi considerado pelas duas companhias várias vezes ao longo dos últimos 18 meses. Mas as negociações foram interrompidas, anteriormente, pela discordância acerca do valor do MySpace, que afeta o tamanho da participação que a News Corp. poderia ter no Yahoo!.A News Corp., cujos negócios incluem a Dow Jones & Co., editora do The Wall Street Journal e dona da agência de notícias Dow Jones Newswires, deve avaliar o MySpace entre US$ 6 bilhões e US$ 10 bilhões, segundo pessoas familiarizadas com a questão. Relatos das conversas apareceram nos últimos dias em sites como o TechCrunch e o Silicon Alley Insider.A operação permitiria que o Yahoo! continuasse independente, mas daria à News Corp. um controle substancial sobre um grande conjunto de domínios da internet e de oportunidades de anúncios.CenárioUma venda para a Microsoft ainda parece ser o cenário mais provável para o Yahoo!. A Microsoft provavelmente está disposta a elevar sua oferta. A companhia disse que se dispõe a "seguir todos os passos necessários" para consumar a operação, o que pode significar dirigir-se diretamente aos acionistas do Yahoo!. Mas o Yahoo! tem buscado alternativas agressivamente. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.