Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Nigéria: Opep pode elevar oferta após problema nos EUA

O ministro de petróleo da Nigéria, Odein Ajumogobia, disse que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) pode decidir aumentar a oferta de petróleo nos mercados globais se a interrupção do fluxo de mais de 1 milhão de barris por dia nos EUA, por causa da explosão de um oleoduto, continuar. Dois oleodutos, que transportam 1,2 milhão de barris por dia de petróleo bruto para os EUA do Canadá, permanecem fora de serviço depois de uma explosão em uma das estruturas na noite de ontem. Dois trabalhadores morreram na explosão. "Se isto persistir, certamente irá para o conjunto do que discutimos. Se existe um declínio significativo, então, obviamente, será levado em conta pela Opep", disse Ajumogobia em entrevista à Dow Jones. Deixando esta questão de lado, Ajumogobia disse que estava com a mente aberta sobre se os 13 países membros da Opep devem aumentar a produção para aliviar a alta dos preços quando o grupo se reunir no dia 5 de dezembro em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos (EAU). O ministro nigeriano disse que permanece preocupado com o impacto que os preços do petróleo acima de US$ 90,00 por barril está tendo sobre a demanda, em um momento que os consumidores já estão sentindo os primeiros ventos dos problemas do mercado de crédito que se originam dos EUA. As informações são da Dow Jones.

SUZI KATZUMATA, Agencia Estado

29 de novembro de 2007 | 14h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.