coluna

Louise Barsi: O Jeito Waze de investir - está na hora de recalcular a sua rota

Nikkei 225 encerra a semana em baixa de 2,01%

As incertezas sobre o desempenho do mercado doméstico americano, principal destino dos produtos japoneses, desestimulou os investidores (estrangeiros e locais) em Tóquio. A explosão de um carro-bomba do lado de fora do consulado americano em Karachi (Paquistão) também afetou o Nikkei 225, que fechou em -2,01%. A bolsa sul-coreana encerrou mista, em queda de 0,13%. Até 15 minutos antes do encerramento da sessão, o índice Kospi estava em território positivo, mas a falta de fatores reais que estimulassem as compras reverteu o resultado. Taiwan fechou estável, em razão da ausência de incentivos no último pregão de uma semana marcada por fortes quedas e valorizações. Em Manila, a bolsa encerrou o dia em de 0,28% com a procura por barganhas estimulada pela confiança do FMI no desempenho econômico e fiscal filipino. No intervalo dos negócios, as demais bolsas do sudeste asiático registravam: Hong Kong: -0,91%; Indonésia: +0,37%; Malásia: -0,76%; Tailândia: +0,02% e Cingapura: -1,38%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.