Nikkei 225 registra queda de 2,23%

O rebaixamento da classificação de dez bancos japoneses pela Moody?s - de estável para negativo - e a incerteza sobre a eficiência da desvalorização do iene para incrementar as exportações fizeram com que o Nikkei 225 fechasse em baixa de 2,23% nesta terça-feira. A falta de sinais que indiquem a recuperação do setor de alta tecnologia fez com que muitas blue chips desse setor fechassem em queda. Nas Filipinas, a desvalorização de 0,99% foi compreendida pelos analistas locais como recuperação técnica, decorrente dos ganhos das últimas sessões. Já em Seul, o índice Kospi teve alta de 0,98%, liderado pelos papéis de alta tecnologia, pois o mercado acredita na recuperação do preço dos chips. As ações que mais subiram foram as da Hynix Semiconductor e as da Samsung Electronics. O mercado taiuanês fechou praticamente estável hoje, com ligeira alta de 0,10% em razão da realização de lucros no final do pregão, que anulou a alta apurada até então. Depois da alta de 4,98% ontem, motivada pela formação do gabinete do novo primeiro-ministro Yu Shyi-kun, os investidores decidiram realizar lucros. No intervalo dos negócios, as demais bolsas do sudeste asiático registravam: Hong Kong: -1,63%; Indonésia: +0,56%; Malásia: -0,71%; Tailândia: +0,62% e Cingapura: +0,20%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.