Nippon Oil adia negociações com Iraque sobre campo

Os representantes do consórcio japonês liderado pela Nippon Oil não conseguiram chegar a tempo para a reunião hoje, em Bagdá, com integrantes do Ministério do Petróleo do Iraque para finalizar o acordo sobre o campo de petróleo de Nassiriyah, no sul do Iraque. Segundo Abdul Mahdy al-Ameedi, vice-diretor geral da Diretoria de Contratos e Licenças do Ministério do Petróleo, a equipe do consórcio se atrasou em razão do congestionamento pela ruas de Bagdá. Ameedi disse que a agenda do encontro foi adiada até amanhã.

FABIANA HOLTZ, Agencia Estado

01 de novembro de 2009 | 15h31

A Nippon, em parceria com as japonesas Inpex e JGC, poderá investir mais de US$ 8 bilhões para elevar a produção no campo dos atuais 20 mil barris por dia para 200 mil barris por dia em 24 meses de desenvolvimento. A italiana Eni SpA, que também tem interesse em desenvolver o campo, disse no mês passado que provavelmente não iria apresentar uma proposta pelo projeto. A Eni está para assinar um acordo inicial com Bagdá para desenvolver outro campo de petróleo no sul do Iraque, em Zubair.

O Iraque está disposto a assinar contratos de construção, compra de equipamentos e engenharia para desenvolver o campo de Nassiriyah, que fica na região de Dhi Qar, e tem reservas estimadas em 4,4 bilhões de barris. O campo não está incluído nas duas rodadas de licitação de áreas de petróleo e gás realizadas pelo governo. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraquepetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.