coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Nissan baixa salários e suspende produção por 5 dias

Suspensão será feita em março também; medidas tentam atenuar efeitos negativos da crise

Efe,

17 de fevereiro de 2009 | 03h37

A Nissan suspenderá a produção por pelo menos cinco dias deste mês, durante os quais reduzirá em 20% o salário dos funcionários de suas três fábricas no Japão, informou nesta terça-feira, 17, o jornal Nikkei. Veja tambémDe olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise  O terceiro maior fabricante de veículos do Japão projeta também estabelecer no ano fiscal 2009, que começa em abril, um programa de repartição de trabalho para manter o número de empregados fixos, reduzir os pagamentos e o número de horas trabalhadas. Nissan estuda tomar estas medidas para atenuar os efeitos negativos da crise econômica que a obriga a reduzir a produção perante a queda da demanda. O fabricante japonês, que tem uma aliança com a francesa Renault, já tinha anunciado a suspensão de produção em suas fábricas nacionais entre nove e 13 dias, em fevereiro e março, para fabricar 64.000 unidades a menos do que agora. A Nissan fechará suas fábricas durante cinco dias este mês, durante os quais reduzirá o salário de seus empregados, e planeja fazer o mesmo no mês que vem, segundo o jornal japonês especializado em informação econômica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.