finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Nível de cheques fraudados no País cai 25% no semestre

Indicador de cheques roubados também tem redução, de 23,08%, na comparação os primeiros meses de 2006

Amanda Valeri, da Agência Estado,

26 de julho de 2007 | 12h36

O volume de cheques fraudados no varejo nacional recuou 25% no primeiro semestre do ano ante o mesmo período de 2006, segundo estudo divulgado nesta quinta-feira, 26, pela Telecheque. O indicador de cheques fraudados ficou em 0,15% nos seis primeiros meses de 2007, enquanto no primeiro semestre do ano passado o índice ficou em torno de 0,20%. A Telecheque apontou ainda queda de 23,08% no indicador de cheques roubados em comparação com os seis primeiros meses de 2006. Já o indicador de cheques sustados apresentou declínio de 4,44%. "A tendência de queda dos cheques roubados deverá se acentuar ainda mais, já que com a ajuda da tecnologia e o constante aperfeiçoamento dos estelionatários, a prática do roubo de cheques acabou por se tornar ultrapassada e pouco lucrativa para os golpistas", analisou o vice-presidente da instituição, José Antônio Praxedes Neto.

Tudo o que sabemos sobre:
cheques fraudadosTelecheque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.