Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Nível de emprego na construção é o maior desde 1995

Número de vagas no setor cresce 13,3% no ano passado, segundo dados divulgados pelo Sinduscon-SP

Chiara Quintão, da Agência Estado,

11 de fevereiro de 2008 | 12h06

O nível de emprego da indústria da construção civil cresceu 13,3% no ano passado, conforme levantamento do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP) e da FGV Projetos, baseado em dados do Ministério do Trabalho. Foi a maior alta desde 1995, quando o Sinduscon-SP e a Fundação Getúlio Vargas deram início à pesquisa. Em nota, o Sinduscon-SP informou que o setor liderou os índices de geração de empregos entre todas as atividades da economia. No ano passado, foram criados 206,6 mil empregos formais, o que contribuiu para elevar o total de trabalhadores na construção para 1,7 milhão. No Estado de São Paulo, houve aumento de 18,2% nas contratações, para mais de 78,3 mil. Na capital paulista foram contratados 44,9 mil trabalhadores para o setor, 23% a mais que em 2006. Os maiores aumentos em 2007 foram registrados no Tocantins (61,7%) e em Mato Grosso (20,4%). A Região Norte teve alta de 21,2% no nível de emprego, acima da média nacional. Em dezembro de 2007, o nível de emprego na construção caiu 1,5% no País ante novembro. A retração em dezembro resulta da sazonalidade do setor, com a conclusão da maioria das obras e o início do período de chuvas no Centro-Sul.

Tudo o que sabemos sobre:
ConstruçãoEmprego

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.