finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

NLM quer comprar hidróxido de alumínio da Vale

A Nippon Light Metal (NLM) planeja comprar hidróxido de alumínio de uma subsidiária da mineradora brasileira Vale, uma vez que uma convenção internacional tornará virtualmente impossível continuar produzindo o material no Japão, informou o jornal Nikkei. O hidróxido de alumínio é utilizado para produzir alumina, que, por sua vez, é usada na produção de alumínio metálico.

REGINA CARDEAL, Agencia Estado

28 de novembro de 2009 | 17h12

A partir de 2015, a Convenção de Londres, que entrou em vigor em 2006, proibirá que as empresas no Japão joguem resíduos do processo da produção de hidróxido de alumínio no mar. A Nippon Light Metal atualmente produz hidróxido de alumínio em sua unidade em Shizuoka. A companhia é a maior produtora de alumina no Japão, respondendo por pouco mais de 40% da produção anual de cerca de 700 mil toneladas do país. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
alúmínioVale

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.