finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

No-break protege o seu PC de cortes de energia

Com os possíveis cortes de energia e apagões previstos pelo governo no plano de racionamento de energia elétrica, muitos usuários e empresas correm o risco de perder arquivos em seus computadores. Para evitar este tipo de problema, é aconselhável o uso de no-breaks.O no-break ou UPS (Uninterruptive Power Supply), como é conhecido internacionalmente, é uma espécie de bateria e estabilizador que serve para proteger e manter ligados um computador ou uma rede de computadores, durante um período de tempo, quando ocorrem falhas ou cortes na rede de distribuição elétrica. Assim, há tempo para que os usuários salvem e fechem os arquivos em utilização. O equipamento evita um desligamento repentino da máquina em caso de queda de queda de força e estabiliza a corrente elétrica que alimenta o computador.O no-break também protege os usuários de computador contra as variações e sobrecargas da rede elétrica provocadas por chuvas, raios, quedas de árvores, quedas de torres de transmissão, curtos circuitos, entre outras alterações na rede.De acordo com o gerente técnico da Chloride, empresa européia do setor de segurança de energia, Gustavo Andres Ramirez, estes equipamentos são uma ótima alternativa para quedas rápidas de energia e a imediata ligação de sistemas de geradores de energia. "Estes equipamentos estão sendo procurados por empresas e usuários preocupados com a crise energética", ressaltaA potência do no-break pode variar de 300 volts-ampére (VA) a 3 quilovolts-ampére (kVA), segundo o analista de suporte técnico da Invensys Energy, empresa que fabrica equipamentos de segurança de energia, Claudio Senger. Ele avisa que para um microcomputador pessoal comum e uma impressora jato de tinta, o ideal é comprar um no-break com a potência de 300 VA. "A autonomia destes aparelhos varia de 15 minutos até 4 horas, dependendo de sua potência e número de baterias", comenta.Tipos de no-breakExistem no mercado dois tipos e no-breaks: on line e off line. Os dois tipos mantém o computador em funcionamento sem interromper o trabalho em caso de corte de energia.. A diferença está na forma como a energia chega ao micro. No caso do on line, as baterias ficam carregadas em regime de flutuação, ou seja, a energia necessariamente passa pela bateria para entrar no micro. O no-break assume a energia elétrica imediatamente na hora da queda. Os no-breaks off line têm baterias que levam, em média, 2 milésimos de segundos para assumir controle da energia, sem que o usuário perca a sua base de dados, pois o micro só registra falta de energia após 9 milésimos de segundos .Dicas para compraAntes de adquirir um no-break, o diretor comercial da TS Shara, empresa fabricante de no-braek, Jamil Mouallem aconselha o consumidor certificar-se de estar comprando o produto que atenda às suas necessidades. Veja abaixo algumas dicas.- O consumidor deve dimensionar a potência do no-break de acordo com a somatória das potências em volts-ampère (VA) dos equipamentos que serão a ele conectados, acrescido de 20%. As informações de potência devem constar nos manuais de instruções dos aparelhos. - O consumidor deve verificar o tipo de tecnologia adequada para seu aparelho. Ou seja, se ele deve comprar um no-break on line ou off line.- Outra consideração importante é o tempo que o equipamento leva para salvar as informações antes de desligar o equipamento. A autonomia das baterias deve cobrir com folga o tempo para salvar todos os arquivos. - Um bom modelo de no-break é aquele que já incorpora estabilizador de voltagem, filtro-de-linha e proteção contra surtos de tensão e curto circuitos.- O consumidor precisa certificar a credibilidade das empresas que estão comercializando o produto, verificando termos de garantia, assistência técnica, suporte, manual em português e tradição da marca adquirida. Também deve-se sempre exigir nota fiscal, que é a única garantia do consumidor em caso de problemas com o produto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.