Leonardo Rodrigues
Leonardo Rodrigues

‘No home office, veio a mistura dos papéis da mulher, mãe e executiva’, diz presidente da Captalys

Aumento de inadimplência na fintech de crédito foi menor que o esperado durante a pandemia, segundo Margot Greenmann

Entrevista com

Margot Greenmann, presidente da Captalys

Renée Pereira, O Estado de S.Paulo

04 de janeiro de 2021 | 05h00

Num ano em que a pandemia mudou a rotina das empresas, o maior desafio da presidente da fintech de crédito Captalys, Margot Greenmann, foi desempenhar, ao mesmo tempo, o papel de executiva, mãe e educadora. “Apesar da dificuldade, consegui, pela primeira vez na minha vida, jantar com meus filhos todos os dias.” Segundo ela, muitas práticas adotadas na pandemia vão continuar, como o trabalho híbrido.

Qual foi o maior desafio de 2020?

O maior desafio foi aceitar que eu seria mais exposta como líder, independentemente de querer ou não. Não existia mais a possibilidade de ser presidente no escritório e mãe e educadora dos filhos em casa. Junto ao home office e a quarentena, veio a mistura de todos os papéis de ser mulher, mãe, executiva, empreendedora, filha e irmã. Esses papéis não podiam mais ser exercidos em esferas e lugares independentes. Com a chegada da pandemia, tinha de desempenhar todos os papéis ao mesmo tempo, o que faz com que as pessoas passem a te ver de forma mais ampla e completa. 

Quais mudanças feitas na pandemia vão continuar no pós-covid?

Estamos animados com modelo de trabalho híbrido que desenvolvemos. Esperamos dar aos colaboradores a liberdade de trabalhar da forma mais conveniente. Para quem quer trabalhar no escritório, abrimos um espaço com estações de trabalho independentes e áreas para reuniões e conversas internas. Para quem desejar ficar em casa, ou trabalhar remotamente de outro lugar, isso também será uma opção. Ao mesmo tempo, nos organizamos para que toda equipe esteja junta uma vez por mês em outro escritório para conseguir manter as sinergias e interação. 

Como empresa de crédito, vocês verificaram aumento de inadimplência? 

No final, entendemos que o impacto foi positivo nos negócios da empresa. A Captalys é uma empresa cujo modelo é pautado em três grandes tendências: desintermediação, dispersão de distribuição e digitalização. A crise acelerou essas tendências. Exclusivamente voltada ao credito, a empresa conseguiu acompanhar o desempenho da economia real, e vemos que, de forma geral, houve aumento de inadimplência, mas abaixo do esperado. Além disso, podemos ver como as mudanças nos hábitos das pessoas e a recuperação econômica têm sido desiguais, tendo empresa que já voltou a faturar mais do que antes da pandemia, e outras que ainda têm seu faturamento severamente impactado pela situação de saúde no mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.