No início do ano, 240 mil desempregados

Cerca de 240 mil russos engrossarão as fileiras de desempregados em janeiro e fevereiro de 2009, segundo planos de corte de trabalho anunciados pelas empresas ao governo. A informação foi divulgada ontem pelo vice-primeiro-ministro russo, Alexander Zhukov. Ele afirmou que os setores mais afetados serão as indústrias metalúrgicas, automobilísticas, da construção e do transporte de mercadorias. Segundo Zhukov, o governo destinará US$ 1,54 bilhão para a criação de emprego e na capacitação de necessitados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.