No mínimo, a retração industrial foi interrompida, destaca IBGE

O coordenador de indústria do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Silvio Sales, disse hoje que "no mínimo, o movimento de retração (da indústria) no início do ano foi rompido". Ele chegou à esta conclusão não só a partir da pesquisa da indústria de março, divulgada hoje pelo IBGE (veja no link abaixo), mas também por resultados de outros indicadores, como as vendas industriais da CNI, a Sondagem da Indústria feita pela FGV, indicadores de comércio e dos bons resultados da balança comercial. De acordo com Sales, a conjugação de diferentes pesquisas pode indicar também que está ocorrendo uma redução de estoques, citada por empresas na sondagem da FGV, e que, a partir de abril, a produção industrial pesquisada pelo IBGE tenha resultados mais próximos aos das vendas industriais da CNI.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.