finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

No Senado, Paim anuncia nova vigília para terça

Uma série de atos públicos em São Paulo e no Rio Grande do Sul, além de uma nova vigília no plenário do Senado, desta vez atraindo também sindicalistas, terão início na próxima semana, como parte da pressão para convencer o governo a negociar, o quanto antes, novas regras para o regime geral da Previdência. O senador Paulo Paim (PT-RS) disse ontem acreditar que a mobilização atingirá boa parte dos 25 milhões de segurados do INSS que serão favorecidos pelos três projetos de sua iniciativa: o que acaba com o fator previdenciário, o que vincula os reajustes de pensões e aposentadorias ao do salário mínimo e o projeto de recomposição do valor dos benefícios.A pressão gerada pelas propostas, já aprovadas pelo Senado, repercutiu no Executivo e, de acordo com o líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB-RR), será oferecida alternativa aos projetos.Paim anunciou ontem da tribuna a realização da terceira vigília no plenário do Senado. Será na terça-feira com a participação de parlamentares, representantes das centrais sindicais e de associações. O senador informou que no próximo dia 5 mais de 90 entidades sindicais farão uma paralisação simbólica de duas horas em Santos (SP). Segundo ele, atos semelhantes ocorrerão nas câmaras de vereadores de Santo André, Piracicaba, Limeira, e Jundiaí. Em Porto Alegre, a vigília será Feita na Assembléia Legislativa.

ROSA COSTA, O Estadao de S.Paulo

29 de novembro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.