André Dusek|Estadão
André Dusek|Estadão

Se for eleito, Meirelles diz que prioridade do governo será garantir emprego

Além de falar das eleições, o presidenciável também respondeu a perguntas dos internautas sobre seu cachorro e impostos

Igor Gadelha, Sandra Manfrini e Eduardo Rodrigues, O Estado de S.Paulo

14 Março 2018 | 13h22

BRASÍLIA - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta quarta-feira, em conversa com internautas no Twitter, que sua primeira prioridade, caso seja eleito presidente da República, será garantir emprego aos brasileiros. Outras prioridades, elencou, serão manter a inflação baixa e o "uso competente" dos recursos públicos para garantir melhorias nas áreas de saúde, educação e segurança.

+ O ministro da Fazenda acha que precisamos aumentar impostos, diz Maia

"A primeira prioridade é garantir emprego dos brasileiros. Para isso, é necessário uma economia crescendo, uma política econômica bem sucedida. Em segundo lugar, uma inflação baixa para que o salário não seja corroído ao longo do tempo. Depois, o uso competente dos recurso públicos, garantindo melhor saúde, melhor educação e mais segurança para população. E, finalmente, transporte, infraestrutura, energia mais barata e mais disponível", disse.

+ Temer afirma que Meirelles fez excelente trabalho na economia

Na conversa, Meirelles afirmou que a população espera um novo presidente da República que transforme o Brasil num "País certo", fazendo com que, em primeiro lugar, os brasileiros se orgulhem do País. "E isto está a caminho e vamos chegar lá", disse. Ele disse que o País precisa de governos que tenham comportamento ético, "uma carreira de integridade e que dê confiança aos brasileiros pela competência e honestidade". "Em resumo, o Brasil precisa inspirar orgulho a todos os brasileiros", disse.

 

 

Questionado, o ministro também deu sua opinião sobre o que deve ser feito na área da segurança pública. "A primeira coisa é exatamente um reforço do policiamento, melhor equipamento e treinamento dos policiais, o uso de forças federais se necessário. Em resumo, num primeiro momento, é necessário controlar, punir o crime", declarou. Num segundo momento, ele defendeu ser "muito importante" educar os jovens, "propiciar emprego para esses jovens e também esportes, saúde, lazer". "Precisamos dar ocupação e ocupação produtiva a todos, para que não sejam atraídos para atividades criminosas", disse.

 

 

 

Mais conteúdo sobre:
Henrique Meirelles eleições 2018

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.