Erin Schaff/The New York Times
Erin Schaff/The New York Times

No Twitter, Trump volta a atacar Fed e cita corte do compulsório bancário na China

O presidente norte-americano vem tentando pressionar o Fed a cortar juros mais agressivamente

Augusto Decker, O Estado de S.Paulo

07 de setembro de 2019 | 11h32

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a criticar o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) pelo Twitter na madrugada deste sábado. Em sua rede social, ele também afirmou que as tarifas impostas sobre a China têm funcionado e feito com que o gigante asiático precise de programas de estímulo para a economia.

"A China acaba de implantar um grande programa de estímulo. Com todas as tarifas que ELES estão pagando aos EUA, bilhões e bilhões de dólares, eles precisam!", escreveu Trump. "Enquanto isso, nosso Federal Reserve (Fed, o banco central americano) se senta e não faz NADA!", completou.

 

Trump se referiu ao anúncio do Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês), que informou na sexta-feira que reduzirá os compulsórios bancários em 0,50 ponto porcentual. Para bancos menores, o PBoC cortará o compulsório em 1 ponto porcentual, com o objetivo de impulsionar empréstimos para empresas pequenas e do setor privado.

O presidente norte-americano vem tentando pressionar o Fed a cortar juros mais agressivamente.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.