Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

No Unibanco e Real, correntistas integram conselho

Convidados para o conselho, com mandato de um ano, são os clientes mais assíduos na lista de reclamações

Rosangela Dolis, O Estadao de S.Paulo

07 de julho de 2027 | 00h00

No Unibanco e Real, os correntistas mais assíduos em reclamações são convidados a integrar o conselho de clientes. O Unibanco tem dois conselhos desde 2005, para os segmentos de alta renda e padrão. Uma contribuição do conselho, diz Márcio Schettini, vice-presidente de Varejo do Unibanco, é o Internet Expresso, que será lançado em agosto para agilizar serviços eletrônicos. O banco reformatou o serviço com sugestões do conselho.A administradora Kimy Tsukamoto foi conselheira no Unibanco. Uma insistência do grupo, ela conta, foi para que o banco mantivesse a opção de pagamento de contas com cartão de crédito. "Dissemos que era importante para nós e para o banco. Nós ganhávamos prazo e o banco conhecia nossos hábitos de consumo."No Real, diz Fernando Martins, diretor de Estratégia da Marca, os conselhos funcionam em 3 das 7 diretorias - São Paulo, Rio e Sudameris. Neste semestre, serão implantados em Belo Horizonte e Brasília. Uma das contribuições foi a melhora no processo de abertura de conta, com fornecimento de talão no mesmo dia. R.D.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.