Nogueira engrossa críticas a Dilma após rebaixamento

O presidente do PSDB do Estado de São Paulo, deputado federal Duarte Nogueira, comparou, na manhã desta terça-feira, 25, a presidente Dilma Rousseff a uma "dona de casa que perde credibilidade no padeiro, no açougue e no supermercado" ao comentar os rebaixamentos do Brasil, da Petrobras e da Eletrobras pela Standard & Poor''s (S&P), anunciados na noite da segunda-feira, 25. "A presidente não é boa gestora, não consegue coordenar equipe e o conjunto da obra é muito ruim. Isso vai afugentar investimentos e dificultar a vida do brasileiro", disse o parlamentar.

GUSTAVO PORTO, Agencia Estado

25 de março de 2014 | 09h09

Para Nogueira, apesar não ser "o fim do mundo", a decisão da S&P mostra que, cada vez mais, há duvidas quanto à condução da política macroeconômica, e ainda com a agenda especifica no setor energético. "A Petrobras é uma das empresas mais endividadas do mundo, a Eletrobras está sob uma condução populista e ineficaz da presidente e caminha na mesma ladeira abaixo", opinou Nogueira.

Ainda para o presidente do PSDB paulista, não é possível cravar se outras agências de classificação de risco acompanharão a S&P, "mas, pelo que assistimos no conjunto da obra, é provável que elas ao menos se manifestem em breve", concluiu.

Tudo o que sabemos sobre:
S&PbrasilrebaixamentoDuarte Nogueira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.