-15%

E-Investidor: como a queda do PIB afeta o mercado financeiro

Nokia demitirá 1,7 mil trabalhadores para cortar custos

A fabricante finlandesa de aparelhos celulares Nokia informou hoje que introduzirá medidas de corte de custos que afetarão 1,7 mil funcionários devido à fraca demanda por seus produtos.

NATHÁLIA FERREIRA, Agencia Estado

17 de março de 2009 | 09h26

A Nokia disse que começará consultas com representantes de funcionários sobre os planos, onde for aplicável. As medidas, que afetarão as unidades de Aparelhos e Mídia, bem como o Escritório de Desenvolvimento Corporativo e as funções de suporte global, fazem parte de planos previamente anunciados para ajustar os negócios à demanda do mercado.

"A Nokia continua buscando economia nos gastos operacionais, olhando para todas as áreas e atividades da empresa", acrescentou a companhia, que tem aproximadamente 130 mil funcionários no mundo.

Como muitas empresas, a Nokia foi duramente atingida pela desaceleração econômica, tendo registrado queda de 69% no lucro líquido do quarto trimestre do ano passado, para 576 milhões de euros. A empresa disse que a desaceleração levou ao rápido declínio na demanda do consumidor por produtos eletrônicos e a perspectiva para 2009 se deteriorou. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
celularNokiademissões

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.