Nokia Siemens deve comprar unidade da Motorola

A Motorola está perto de vender a maior parte de seus negócios com equipamentos de telefonia sem fio para a Nokia Siemens Networks por US$ 1,2 bilhão e o acordo pode ser anunciado a partir de segunda-feira, segundo fontes próximas ao assunto ouvidas pelo Wall Street Journal.

AE, Agencia Estado

18 de julho de 2010 | 17h10

A aquisição dará à Nokia Siemens Networks - segunda maior fabricante de equipamentos de telefonia celular do mundo - uma participação há muito cobiçada nos mercados do Japão e dos EUA. Embora a unidade Motorola trabalhe com tecnologias mais antigas, a compra proporcionaria à Nokia Siemens uma presença mais ampla em algumas das principais operadoras norte-americanas, como a Verizon Wireless e a Sprint Nextel.

No ano passado, a Nokia fez ofertas por duas unidades da Nortel Networks, mas perdeu a disputa para a Telefon AB L.M. Ericsson e para a Ciena Corp.

A unidade da Motorola envolvida no acordo produz equipamentos que transmitem voz, dados e vídeo utilizando as tecnologias CDMA e GSM. A companhia, no entanto, pretende manter uma tecnologia chamada iDEN, utilizada pela Sprint Nextel nos EUA e em rádios utilizados pela polícia e pelos bombeiros, segundo as fontes. Elas acrescentaram que a chinesa Huawei também estava tentando comprar a unidade da Motorola, mas as negociações esfriaram recentemente. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
acordoNokiaMotorola

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.