finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Nokia tem prejuízo de € 68 mi no 3º tri, mas resultado supera previsão

Venda de smartphones caiu 38%, enquanto a comercialização de aparelhos mais simples cresceu fortemente

Álvaro Campos, da Agência Estado,

20 de outubro de 2011 | 10h56

NOVA YORK - A Nokia divulgou nesta quinta-feira, 20, que registrou prejuízo líquido de 68 milhões de euros no terceiro trimestre, do prejuízo de 368 milhões de euros no mesmo período do ano passado. O resultado veio bem melhor do que a previsão dos analistas, que esperavam um prejuízo de 321 milhões de euros. Às 10h30 (de Brasília) as ações da companhia subiam 8,66% na Bolsa de Helsinque.

O prejuízo operacional da companhia no terceiro trimestre foi de 71 milhões de euros, ante 403 milhões de euros no mesmo período de 2010. As vendas recuaram 13%, para 8,98 bilhões de euros, devido a uma redução de 38% nos embarques de smartphones, cujas vendas atingiram 16,8 milhões de unidades no período. A margem operacional da sua principal unidade de produção, a Devices & Services, caiu para 2,4%, de 11,3%.

Segundo a Nokia, a venda de seus smartphones recuou 38%. Entretanto, as vendas de aparelhos mais simples aumentaram fortemente. As vendas totais de celulares subiram 8%, com 89,8 milhões de unidades embarcadas.

A Nokia-Siemens, joint venture com a alemã Siemens, teve prejuízo operacional de 114 milhões de euros no terceiro trimestre, pouco abaixo do prejuízo do mesmo período do ano passado, de 116 milhões de euros. As vendas da unidade subiram 16%, para 3,41 bilhões de euros.

As ações da Nokia já perderam quase 40% do seu valor desde que o executivo-chefe Stephen Elop anunciou em fevereiro que a companhia vai encerrar a produção do seu software para smartphones (Symbian) e unir forças com a Microsoft para criar uma nova família de celulares usando o sistema operacional Windows. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.