Nokia vence RIM em briga de patentes

A finlandesa Nokia venceu a disputa com a canadense Research In Motion (RIM) envolvendo o uso de patentes relacionadas à tecnologia de rede sem fio de acesso local (WLAN). "Concluiu-se que a RIM quebrou o contrato e não está autorizada a fabricar ou vender produtos WLAN sem antes acertar o pagamento de royalties", informou a Nokia, ao anunciar a decisão.

HELSINQUE, O Estado de S.Paulo

29 de novembro de 2012 | 02h04

A Nokia, que vem tentando aumentar o ganho com royalties enquanto perde força no negócio de telefonia, afirmou ter registrado o processo da patente nos Estados Unidos, na Grã-Bretanha e no Canadá, para se fazer cumprir a decisão do árbitro. A RIM, fabricante do BlackBerry, não comentou a decisão.

A Nokia informou ter assinado um acordo de licenciamento cruzado com a RIM envolvendo patentes essenciais de celulares em 2003. Esse acerto que foi alterado cinco anos depois. A RIM procurou a arbitragem em 2011, argumentando que a licença deveria ser ampliada para abranger também patentes WLAN. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.