Nomura Securities altera previsão de alta da Selic

O diretor de pesquisas para a América Latina da Nomura Securities, Tony Volpon, afirmou ao Broadcast, serviço de informações em tempo real da Agência Estado, que alterou sua previsão de alta dos juros (Selic) de 9,75% para 10,25% ao ano. Para ele, o fim do ciclo de aperto monetário vai se estender, agora, até a primeira reunião de 2014, quando a taxa básica de juros seria elevada em 0,25 ponto porcentual, depois de subir 0,50 ponto porcentual em outubro e outro 0,50 ponto porcentual em novembro. Antes, o ciclo de aperto monetário seria encerrado em novembro, com uma elevação de 0,25 ponto porcentual, depois de uma alta de 0,50 ponto porcentual em outubro.

RICARDO LEOPOLDO, Agencia Estado

17 de setembro de 2013 | 11h41

Volpon informou que a mudança na previsão ocorreu após viagem realizada na semana passada ao Brasil, quando esteve em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Brasília, reunindo-se com investidores e autoridades do governo. De acordo com ele, três motivos básicos explicariam essa mudança de previsão para a Selic no curto prazo. Um deles se refere à tendência de depreciação do câmbio, que traria impactos ao IPCA.

"Além disso, os preços administrados estão muito distantes do patamar dos preços livres e é relevante que fiquem mais próximos", acrescenta. Dentro do IPCA de agosto, os preços administrados alcançaram alta de 1,27% no acumulado em 12 meses, enquanto os preços livres registraram avanço de 7,65% no mesmo período. Um elemento que poderia colaborar para essa aproximação seria um eventual aumento nos preços da gasolina.

"Outro fator importante para essa mudança de previsão para os juros é que o PIB está apresentando um desempenho melhor do que o esperado, o que tende a também causar pressões na inflação", diz Volpon. Até recentemente, o executivo da Nomura esperava que o País cresceria 1,8% em 2013, mas agora estima que a expansão será de 2,4%.

Tudo o que sabemos sobre:
Nomura SecuritiesSelic

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.