Nos postos, álcool sobe em média 2,9% na semana

O preço do álcool hidratado manteve o ritmo de alta na semana passada e, em 13 Estados brasileiros, o combustível já perdeu a competitividade com relação à gasolina. Segundo a pesquisa semanal de preços da Agência Nacional do Petróleo (ANP), o litro do álcool subiu 2,9%, em média, nos postos brasileiros na última semana e chegou a R$ 1,591. Em São Paulo, a alta foi maior: 4,5%. O preço médio cobrado pelos postos paulistas ficou em R$ 1,381 por litro. Apesar da alta mais acelerada do que em outros Estados, São Paulo permanece como o mercado em que usar álcool apresenta maior vantagem financeira para o proprietário de carros bicombustíveis. Segundo a ANP, o preço do álcool no Estado é equivalente a 57% do valor de venda da gasolina (R$ 2,408). Segundo especialistas, usar álcool deixa de apresentar vantagens se ultrapassar 70% do preço da gasolina, uma vez que o combustível derivado da cana-de-açúcar tem rendimento menor. No acumulado das últimas quatro semanas, o preço do álcool subiu em média 6,9% no País e 13,6% em São Paulo. Os demais combustíveis pesquisados pela agência (gasolina, diesel, gás natural veicular e gás de botijão) estão com os preços estáveis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.