Nossa Caixa não demitirá funcionários, diz sindicato

'Não há nenhuma posição de demissão, já que numa incorporação funcionários são absorvidos', disse Zaia

RODRIGO PETRY, Agencia Estado

23 de maio de 2008 | 14h14

O presidente do Banco do Brasil, Antônio Francisco de Lima Neto, reuniu-se nesta sexta-feira, 23, pela manhã, em São Paulo, com representantes de entidades sindicais bancárias ligados ao banco Nossa Caixa. Segundo o presidente da Federação dos Bancários do Estado de São Paulo, Davi Zaia, que participou do encontro, foi dada a garantia de que não haverá demissões."Em princípio, não há nenhuma posição de demissão, já que num processo de incorporação os funcionários são absorvidos. A nossa preocupação é com o dia-a-dia", afirmou Zaia, que é funcionário da Nossa Caixa há mais de 30 anos. Ele explicou que a reunião foi convocada pelo Banco do Brasil na quarta-feira, após o anúncio da incorporação em fato relevante, "para esclarecer aos funcionários como vai funcionar o processo de incorporação do banco".Segundo Zaia, a direção do BB garantiu que os trabalhadores do Nossa Caixa terão acesso a todo o processo de negociação. O sindicalista afirmou ainda que o comando dos funcionários do banco vai se reunir na próxima segunda-feira para definir quais serão as reivindicações e a participação dos trabalhadores no processo. "O banco se dispôs a continuar conversando com os funcionários e a manter o processo de negociação", explicou Zaia.

Tudo o que sabemos sobre:
Nossa CaixaBanco do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.