Nossa Caixa quer ocupar segmentos do Banespa

Com a privatização do Banespa, a Nossa Caixa Nosso Banco passa a ser o único banco Estadual de São Paulo e já tem planos para a nova posição. Segundo Geraldo Gardenalli, presidente da Nossa Caixa, a empresa está assumindo o compromisso de apoiar vários segmentos da sociedade com financiamentos especiais. "Temos vários produtos de crédito que atendem desde a microempresa até o setor imobiliário. Também repassamos recursos do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e emprestamos recursos para os agricultores", diz.Além disso, o banco, que tem 487 agências e 114 postos de atendimentos em todo o Estado, irá expandir sua rede para fora de São Paulo, abrindo unidades em Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Uberlândia, Londrina, Curitiba e outras cidades importantes. "Investimos pesado na modernização do atendimento, com computadores e máquinas especiais ", diz Gardenalli.A Nossa Caixa fechou o primeiro semestre do ano com um lucro de R$ 50,1 milhões e a meta esse ano é de atingir R$ 100 milhões. Para alavancar os resultados, a empresa analisa a possibilidade de abrir seu capital colocando ações na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Ainda não há uma definição sobre o porcentual do controle a ser negociado, mas comenta-se no mercado, e dentro da própria Nossa Caixa, que a parcela pode ser de 30%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.