Nota de 100 pesos já é mais da metade das cédulas do país

Dados do Banco Central argentino indicam que 55% das notas que circulam no país são as cédulas de 100 pesos, que exibem a efígie do general e presidente Julio Argentino Roca, o conquistador da Patagônia.

O Estado de S.Paulo

20 de julho de 2012 | 03h04

Motivos existem de sobra, já que a inflação galopante nos últimos anos estimulou uma maior emissão dessas notas, as de maior valor numérico em circulação no país. Em 2003 - época na qual com uma nota de 100 pesos era possível fazer uma grande compra nos supermercados - as cédulas com a efígie de Roca constituíam 29% do total em circulação.

Nas últimas semanas, líderes da oposição insistiram na criação de novas cédulas. Entre os vários projetos de lei existentes estão os da emissão de notas de 200 pesos e de 500 pesos. Porém, o governo da presidente Cristina Kirchner recusa-se a emitir cédulas com valores maiores. / A.P.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.