"Notáveis" dão parecer sobre Argentina em uma semana

A comissão de notáveis composta pelos ex-presidentes dos BCs do Canadá, Alemanha e Espanha, emitirá parecer sobre o sistema financeiro da Argentina daqui a uma semana, conforme informou o Ministério de Economia. A comissão deixará o país hoje, após uma maratona de reuniões com a equipe econômica, banqueiros e economistas. A última rodada de discussão ocorreu nesta manhã, com o ministro de Economia, Roberto Lavagna, e os técnicos da missão do Fundo Monetário Internacional que permanecerão em Buenos Aires até a próxima sexta-feira. O relatório será divulgado somente depois de ser remetido ao FMI. A comissão discutiu o plano para sair do "corralito", que prevê a liberação das contas correntes de pessoas físicas e a reprogramação dos depósitos a prazo fixo ou sua substituição por bônus. Os notáveis estão convencidos de que a medida não aumentaria a inflação, contrariando o discurso de Roberto Lavagna. Eles se manifestaram ainda contra qualquer possibilidade de dolarizar a economia, como vem pregando o ex-presidente Carlos Menem, que quer ser candidato à Presidência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.