Nova campanha do BB causa congestionamento no site

A nova campanha publicitária do Banco do Brasil (BB) gerou um congestionamento no site da instituição. "Muitos clientes queriam ver seus nomes na página do banco na internet", relatou uma fonte do BB. Resultado: o número de acessos, que em dias normais é de 600 a 800 mil, saltou para 3 milhões. Com tantos usuários, a realização de transações simples na página do BB tornou-se difícil. "Houve muita reclamação de lentidão no processamento das transações", comentou uma fonte do banco.Com a nova campanha publicitária, a página da instituição passou a apresentar o nome do cliente ao lado do logotipo do banco. "As pessoas ficaram curiosas em ver um banco com o seu próprio nome", explicou uma fonte do BB. Aliada a este curiosidade, a volta do feriado de fim de ano também estimulou o aumento dos acessos aos sites do BB. O problema, entretanto, ficou mesmo restrito ao dia 2 de janeiro, quando a campanha teve início. "É normal que isto ocorra porque as pessoas precisam pagar suas contas e checar informações a respeito do seus depósitos no banco", comentou uma fonte.O BB registrou, ao mesmo tempo, um crescimento do número de pessoas que tem comparecido à entrada de suas agências. "Muitos querem tirar a fotografia da fachada do banco com seu próprio nome", explicou uma fonte.Em dez estados, o banco trocou os nomes de 300 agências por nomes tipicamente brasileiros na última terça-feira, primeiro dia útil de 2007. Localizadas em pontos centrais de cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, as agências passaram a ter em suas fachadas nomes como Banco do João, Banco da Maria ou Banco do Antônio. Todo o esforço é para manter os clientes atuais e ganhar novos em um ambiente no qual se espera mais concorrência neste ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.