Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Nova campanha do 'Estadão' estreia hoje

Primeiro filme ressalta a credibilidade do jornal nas mais diversas plataformas de mídia

O Estado de S.Paulo

25 de março de 2012 | 03h08

O 'Estado' lança hoje uma nova campanha institucional que ressalta a credibilidade da marca. O primeiro filme, de 60 segundos, estreia no intervalo do programa Fantástico, na TV Globo, e será transmitido até meados de abril. É a primeira campanha do 'Estado' feita pela agência WMcCann, que assumiu a conta publicitária do veículo em fevereiro.

A peça consolida a tradição, a inovação e o compromisso do jornal em produzir conteúdo de qualidade. Imagens mostram a evolução tecnológica da produção e consumo de informação ao longo dos 137 anos de história do jornal.

"Essa campanha resgata a essência do Estadão: de trazer conteúdo com profundidade. Em meio a tantas notícias, as pessoas precisam consultar uma fonte confiável, como o jornal", diz a diretora de marketing do Grupo Estado, Renata Ucha.

A campanha também mostra que o Estado está em diversas plataformas, como jornal, rádio, internet, tablet e celular. "O Estadão é um jornal para quem gosta de ler e quer conteúdo relevante. Mas agora ele está disponível em diferentes formatos", diz o publicitário Washington Olivetto, sócio da WMcCann.

O Estado é reconhecido como o veículo de comunicação com maior prestígio no Brasil. O jornal foi o primeiro colocado em 2011 no ranking de veículos mais admirados, elaborado pelo Grupo Troiano de Branding.

O jornal liderou a pesquisa pelo terceiro ano consecutivo e venceu oito das 12 edições do ranking.

Slogan. A campanha vai estrear o novo slogan do jornal: Quer saber? Estadão. A escolha da frase remete ao perfil dos leitores do veículo, que são pessoas bem informadas e que exigem o melhor conteúdo, diz Renata Ucha. "Em 137 anos de história, o Estadão mudou. Mas o nosso leitor continua a ser o melhor, porque o nosso conteúdo é o melhor."

A WMcCann está produzindo um segundo filme para a marca, que entrará no ar na sequência. A agência também fará anúncios nas páginas do jornal. Serão selecionados 90 leitores e funcionários do Grupo Estado para contar suas experiências com o veículo. "As pessoas da vida real são mais persuasivas que um modelo famoso. Elas têm uma verdade para contar", diz Washington Olivetto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.