Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Nova diretora geral da ANP prevê mais fiscalizações no setor

Durante o evento de posse da executiva, a presidente Dilma Rousseff destacou a importância para o Brasil de que mulheres brasileiras cheguem a postos importantes

Agência Estado,

21 de março de 2012 | 11h43

A fiscalização realizada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) não deve ser apenas coercitiva, mas se basear em dados colhidos junto às empresas e em parceria com outros agentes públicos, afirmou a nova diretora-geral do órgão, Magda Chambriard.

"Fiscalização é a parte mais visível de nosso trabalho. Queremos fazer uma fiscalização inteligente. Isso vale tanto na Exploração e Produção quanto no refino e na distribuição", disse ela em seu discurso de posse.

Mulheres

A presidente da República, Dilma Rousseff, destacou a importância para o Brasil de que mulheres brasileiras cheguem a postos importantes, "por mérito e profissionalismo", em uma indústria historicamente dominada por homens. Magda Chambriard é a primeira mulher a assumir a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), e acumula 32 anos de experiência no setor.

"Convivi com a dra. Magda por mais de um ano, discutindo uma matéria delicada ao País que é o pré-sal", disse Dilma, na cerimônia de posse da nova diretora-geral da ANP. E completou: "É um símbolo para as mulheres brasileiras que a Petrobras e a ANP sejam uma presidida por Maria das Graças Foster e outra dirigida por Magda Chambriard".

Tudo o que sabemos sobre:
mulherespetróleoDilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.