Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Nova regra para importação ainda não afeta mercado

Os importadores independentes de veículos, sem fábricas no País, só devem sentir o impacto da decisão do governo, que voltou a impor licenças não automáticas de importação, daqui a 20 ou 30 dias, quando começam a chegar as encomendas com a nova regra. Nenhum deles traz carros da Argentina, principal alvo da medida. "Temos estoques para os próximos 30 a 40 dias e não faltará produtos", avisou o presidente da Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores (Abeiva), José Luiz Gandini.

Cleide Silva, O Estado de S.Paulo

19 de maio de 2011 | 00h00

A entidade representa 30 marcas, entre as quais Audi, BMW e Porsche e as chinesas JAC e Chery. Gandini acredita que a liberação ocorrerá antes dos 60 dias previstos. Por garantia, os importadores afirmaram que vão antecipar pedidos das matrizes para que, em caso de demora, os estoques sejam mantidos. As associadas da Abeiva venderam 52.074 veículos no primeiro quadrimestre, 97% a mais que em igual período do ano passado. O número representa 21,3% do total de veículos importados no País (inclusive pelas montadoras) e quase 5% de tudo o que foi comercializado no período.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.