Nova regra para remédios preocupa indústria farmacêutica

O presidente-executivo da Federação Brasileira da Indústria Farmacêutica (Febrafarma), Ciro Mortella, preferiu a cautela para comentar a medida provisória editada hoje pelo governo, que estabelece novas normas de funcionamento do setor, mas demonstrou preocupação. "Essa medida afeta profundamente a indústria farmacêutica", disse.Segundo ele, a Febrafarma só se manifestará oficialmente depois da reunião, na próxima semana, do Conselho da entidade, que reúne 330 indústrias farmacêuticas de capital nacional e estrangeiro em operação no Brasil. "Nossos técnicos estão fazendo uma análise detalhada do tema para apresentarem ao Conselho da Febrafarma", afirmou. Vários laboratórios contatatos pela reportagem afirmaram apenas que a declaração de Mortella é a manifestação oficial do setor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.