Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Nova York instala recarga grátis de celular com energia solar em praças

Ideia surgiu após furacão Sandy, que causou apagões e deixou milhares de pessoas incomunicáveis no ano passado

Efe,

19 de junho de 2013 | 12h02

NOVA YORK - Uma dezena de parques e praias de Nova York vão ganhar estações de recarga grátis para telefones celulares e tablets com energia solar.

As estações serão mantidas por meio de uma parceria entre as operadoras AT&T, de telefonia, e a Solar Goal Zero, de eletricidade.

A ideia da recarga de rua nasceu depois da passagem do furacão 'sandy' pela Costa Leste dos Estados Unidos no ano passado, que provocou apagões em Nova York e deixou milhares de pessoas sem possibilidade de comunicação por falta de bateria nos telefones celulares.

Pessoas recarregam celular de graça com energia celular em praça de Nova York/Reuters

As 25 novas estações de recarga foram desenhadas pelo estúdio Brooklyn Pensa, e vão contar com dezenas de pontos de conexão de cabos USB e outros tipos de conectores, alimentados por paineis de captação de energia solar.

O sistema carregam uma bateria de lítio que poderá fornecer energia também a noite ou em dias sem sol.

"Quase a metade dos americanos utilizam telefones inteligentes e o tempo de uso desses aparelhos está aumentando muito", disse o presidente da Goal Zero, Joe Atkin. "Muito frequentemente recebemos o aviso de que a bateria está fraca e isso costuma ocorrer nos momentos mais inoportunos", acrescentou.

As estações, que contam com aprovação das autoridades da cidade e dos moradores, poderão carregar completamente um telefone em duas horas, mas em 30 minutos o usuário consegue pelo menos 30% da carga para não ficar incomunicável.

Postos terão várias alternativas de conectores e celular pode ter 30% da carga em meia hora/Reuters

O programa chamado "Street Charge" ("Recarga na rua"), já está funcionando a partir desta quarta-feira, 19, no parque Fort Greene, no bairro do Brooklyn, e nas próximas semanas estará em outros pontos da ilha de Manhattan.

Entre os pontos escolhidos estão a área de concertos Summerstage, no Central Park, a Union Square e as praias de Coney Island e Rockaways.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.